Advogado pode anunciar na internet? - Pontes - O seu escritório legal

Advogado pode anunciar na internet?

Você criou ou já pensou em criar anúncios para escritórios de advocacia?

Se você ainda não criou, muito provavelmente deve ter ficado com a seguinte dúvida:“advogado pode ou não anunciar na internet?”

Antes de entrar nessa questão, é necessário explicar duas coisas: o que é o Google Ads e como ele funciona.

Para quem não conhece, o Google Ads é uma plataforma de anúncios do Google, onde é possível criar anúncios que são exibidos no resultado de pesquisas, no formato de links; dentro de sites e aplicativos, em formato de banner, e no youtube em formato de vídeo.

Contudo, em razão da temática em discussão, se faz oportuno focar no modelo que melhor se adequa ao marketing jurídico, qual seja a rede de pesquisa.

Sabe quando você faz uma busca no Google e nos primeiros resultados de links aparecem a palavra anúncio bem destacado?

Então, esses são os anúncios do Google Ads, que também podemos chamar de RESULTADO DA PESQUISA NÃO ORGÂNICA. Nesse sentido, todo o restante dos links, podemos dizer que são resultados orgânicos pois não é necessário fazer nenhum tipo de anúncio para que eles apareçam.

Assim, podemos dizer que aquela listagem de links que vemos quando fazemos uma busca, são resultados orgânicos e não orgânicos.

Outra coisa que é importante você saber é que, em tese, todos os sites que estão configurados corretamente vão aparecer no resultado de pesquisa orgânica.

Pesquisas as orgânic

Desde que ele tenha alguma relação com a busca feita pelo usuário, ou melhor dizendo, desde que ele tenha alguma palavra dentro da página relacionada a busca que o usuário fez.

Por exemplo, se você fizer alguma busca por advogado no Google, todos os resultados que irão aparecer de alguma forma terão relação com a palavra-chave: advogado. Pode ser um site de um advogado, pode ser uma explicação sobre a profissão de advogado, pode ser um endereço de um advogado e assim por diante.

Mas se todos os sites da internet vão aparecer no Google, porque alguém faria um anúncio?

A resposta é simples, para aparecer nas primeiras posições. Em tese, todos os sites vão aparecer na rede de pesquisa, mas não se sabe em qual posição.

Quando fizer uma busca no Google, ele entrega para o usuário páginas que possam ter relação com o tema buscado, mas para ordenar as páginas, ele observa diversos sinais.

Como por exemplo: velocidade em que a página é carregada quando um usuário abre, se a página é adaptada para smartphone ou tablet, tamanho do conteúdo da página, se o conteúdo não foi copiado de outro site, localização do usuário e muito mais.

Veja que depende de uma série de questões para que seu site tenha uma boa colocação no ranqueamento do Google.

E se você não tiver na primeira página do resultado, provavelmente pouquíssimas pessoas vão entrar no seu site ou talvez nenhuma.

Porque segundo pesquisas, 75% dos usuários nunca clicam em resultados da segunda página em diante.

Advogado pode anunciar na internet?

Então imagine que pessoas estão buscando por advogados na sua área de atuação e na sua região, mas, você está parecendo na trigésima quinta posição, ou seja, na quarta página do resultado de pesquisa, porque o Google lista de dez em dez links por página.

Ai eu te pergunto, qual é a chance dessas pessoas encontrarem você? Bem pequena não é mesmo? É aí que entra o Google Ads.

Através dos anúncios nas redes de pesquisa você poderá forçar o Google a mostrar o seu site nas primeiras posições.

Ok, entendi! Mas, quanto custa esse empurrão do Google Ads? Esses anúncios na área de pesquisas?

O Google Ads funciona no formato de leilão e a cobrança é feita pelo números de vezes que alguém clicou no seu anúncio.

Dessa forma ao criar um anúncio você dirá para o Google quanto você quer pagar por cada clique nele, por exemplo, você criou o anúncio que vai aparecer todas as vezes que alguém buscar por Advogado Empresarial em São Paulo.
E você definiu que o google poderá cobrar de você no máximo R$1 para cada vez que alguém clicar no seu anúncio. Se 10 pessoas clicarem no seu anúncio você irá pagar algo em torno de R$10, mas isso pode variar por conta de uma série de questões técnicas.

Tem possibilidades de um Advogado anunciar na internet pelo Google Ads?

Se você não sabia o que era Google Ads ou como ele funcionava agora já tem uma idéia. Então neste momento já podemos responder à pergunta lá do início: Advogado pode anunciar no Google?

Não existe no código de ética e muito menos no provimento vigente sobre publicidade, na data deste conteúdo, que impeça a utilização do Google Ads.

Desde que você não esteja em um estado onde exista um impedimento do TED da sua seccional.

Pois existem alguns TEDs que não permitem o uso da ferramenta, por entenderem que seja algo que vá contra o código de ética da OAB.
Mas veja bem, não são todos!

Por isso eu aconselho você a procurar o TED da sua regional para ver se existe algum tipo de impedimento no uso do Google Ads.

Mas se eu estiver em uma seccional onde não pode usar o Google Ads, o que eu faço para aparecer na primeira página do Google, quando buscarem por advogado na minha região?

Lembra que eu disse que o resultado é dividido em resultado não orgânico, que são os anúncios e os resultados orgânicos, que é todo o restante? Então, se a sua seccional não permite o Google Ads, o que te resta é, fazer com que seu site apareça na primeira página de forma orgânica.

Para isso é necessário desenvolver o que nós chamamos de SEO. Mas isso é assunto para outro assunto. Porque você tem agora o Pontes, o aplicativo online para encontrar clientes de uma forma prática e rápida sem esse trabalho todo.

Ainda não conhece o Pontes? Clique aqui!

Links para os aplicativos:

APPLE: https://apps.apple.com/br/app/pontes/id1535206366
ANDROID: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.pontes

APPLE: https://apps.apple.com/br/app/pontes-advogado/id1535206635
ANDROID: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.pontes.advogado